Quando publiquei o meu primeiro livro, em 1997, não fazia a menor ideia do que estava envolvido num processo de escrita e de publicação. Cometi tantos erros básicos que, mesmo com o passar dos anos, ainda me custa a acreditar que o livro se encontra disponível para que alguém o possa ler. A magia do primeiro livro rapidamente se transformou numa espécie de sombra que me acompanhou durante anos. Se a minha carreira dependesse desse livro estava “feito ao bife”.

Sim, o meu primeiro livro foi um autêntico fracasso. Não questiono o que está lá escrito, pois escrevemos sempre com o chão que pisamos de momento. Colocar a mensagem em causa seria ainda mais atroz do que aquilo que aconteceu com todo o processo de escrita e de publicação.

Se hoje em dia faço o que faço enquanto Mentor de Autor é porque já passei por todas as experiências essenciais, boas e menos boas, quanto à escrita e à publicação de um livro. Assumo que, para fazermos bem uma coisa, temos de sentir na pele os factos. Passei de autor que nada vendia para autor de topo na Amazon.

Atualmente empenho-me em ajudar pessoas a tornarem-se em autores de sucesso. Pessoas que veem as suas obras lançadas com todos os critérios de qualidade e que impactam, de forma positiva, os seus leitores. Felizmente consegui dar um novo significado ao meu passado enquanto autor.

 

Não quero que os autores que oriento cometam os mesmos erros que cometi, mas que brilhem com os seus livros e sejam pessoas em paz com a sua obra.

 

Que erros foram esses que assombraram o meu primeiro livro? Foram tantos, mas hoje quero falar-te de 6.

1. Um título sem sentido e aborrecido
Quando um título não diz nada ao leitor, este nem se aproxima do livro. Um livro deve ter um título e um subtítulo.

O título deve suscitar curiosidade percetível. Ou seja, fazer com que o leitor se sinta curioso e o impulsione a saber mais sobre o livro.

O subtítulo deve especificar o que o leitor encontra no livro.

Por vezes, temos títulos que só fazem sentido para nós. Um titulo bonito para nós pode ser apenas isto: bonito para nós.

Lembra-te: as tuas vendas não podem depender só dos teus amigos e da tua família!

2. Escrita sem consistência e sem fluência (escrever apenas para si mesmo)
Um livro em que a escrita se apresenta confusa não é saudável para o leitor. Ler é viver uma experiência. Se a escrita é inconsistente e sem fluência, estamos a criar ruído no leitor. A consequência pode ser mesmo este nem passar da primeira página.

3. Sem benefício para o leitor
Mesmo que estejamos perante um livro de ficção, devemos sempre equacionar o que é que o leitor vai ganhar ao ler o nosso livro. Não podemos escrever apenas para nós próprios. É crucial termos bem claro que benefícios vamos dar aos nossos leitores.

4. Informação mal organizada
Fazer com que o leitor se perca na obra por esta estar mal organizada é mesmo um “crime literário”. O livro deve ter uma estrutura que permita ao leitor viver uma experiência da melhor forma possível sem se perder pelo caminho.

5. Sem público-alvo definido
Escrever para todos pode se tornar num grande pesadelo. A maioria dos autores pretende que todos leiam o seu livro. Na verdade, um dos segredos é dar “um rosto ao leitor”. É importante sabermos quem poderá ler a nossa obra. Definir o público é mesmo muito importante.

6. Aceitar a primeira hipótese que aparece para publicação
Atualmente, publicar um livro é mais fácil do que parece. Há várias hipóteses (por editora convencional; autopublicação; sistema vanity;…). Contudo, devemos ser sábios na escolha e exigentes. Um livro tem de ter qualidade e de ser posicionado no mercado da melhor forma. Portanto, escolher a forma de publicação deve sempre respeitar o que pretendes para ti e para o teu livro.

Os erros que cometi foram bem mais do que estes. Desde que iniciei esta jornada na Mentoria de Autor tenho aprendido imenso. Mas uma das aprendizagens mais significativas foi a que recebi ao passar pela experiência que passei com a escrita e publicação do meu primeiro livro. Assim, esforço-me mesmo para que as pessoas que oriento percorram um caminho menos sinuoso.

Se estás a equacionar escrever um livro, ou mesmo se já o estás a fazer, contacta-me. Quero que evites os erros que cometi e que tenhas sucesso. Quero ver-te Brilhar!

Agenda uma Sessão de Esclarecimento comigo para que te ajude a perceber de que forma o teu livro pode ser escrito e publicado.

Para usufruíres desta Sessão de Esclarecimento Gratuita só tens de te inscrever aqui: https://cesarferreira.pt/agendar-sessao

Que o Teu Objetivo de Escrever e Publicar um Livro se Concretize!

ps.: o título do meu primeiro livro é “Quando a terra é escura e a luz a resposta” 🙂

 

Foto por Ian Kim (Unsplash)