“Há dois tipos de livros de desenvolvimento pessoal: aqueles que lê e diz “que grande livro”; e aqueles que lhe permitem experienciar tão profundamente a mudança positiva na sua vida.”
Matt Furey

Quando lemos um livro estamos perante, no mínimo, dois mapas: aquele em que vivemos e aquele que nos chega através da leitura desse livro. Mas independentemente de ambos serem influenciados um pelo outro, a magia da transformação através da leitura acontece quando se dá um encontro de mapas. E um autor deve, como principal intenção, tornar isso possível aos seus leitores.

Um livro pode ser bom, mas não transformador. Esta frase de Matt Furey aplica-se, na verdade, a todos os tipos de livros. Escrever uma história não passa só por ter um enredo que cative o leitor, mas também que cause no leitor um efeito de mudança. Certamente já leu um livro que até estava bem escrito, mas que não lhe disse nada.

Mais depressa alguém se lembra de um livro que mudou a sua vida, do que um livro que, apenas, continha uma história bonita. Concordo que nem todos os livros tenham a centelha da transformação, mas se, enquanto autor, espera tocar a vida dos seus leitores com o seu livro terá, invariavelmente, de pensar nisto.

Hoje em dia assistimos a um número incalculável de livros de desenvolvimento pessoal, principalmente com a massificação da auto-publicação. Mas será isto suficiente?

Na minha opinião é crucial que cada livro mantenha o seu carácter e o carácter do seu autor. Ambos têm de representar uma só coisa, pelo menos no momento em que o livro é escrito e publicado. Naturalmente as coisas evoluem, mas nada é mais desconcertante para mim do que conhecer um autor de um livro e sentir que ambos expressam coisas diferentes.

Pois bem. Escrever e Publicar um livro é um processo que envolve muitos outros. Não é suficiente escrever bem e com o coração. É necessário alinhar fatores internos com fatores externos. Assegurar que a mensagem de um (autor) seja integrada e metamorfoseada por muitos (leitores). Um livro de sucesso tem de ter carácter!

Se sente que tem uma boa história ou uma perspetiva diferenciadora sobre um tema, talvez esteja no momento de dar o próximo passo. De “alinhavar” e estruturar o seu conhecimento para que este fique disponível às pessoas. Sim, talvez esteja no momento de Escrever e Publicar o Seu Livro.

Desta forma, convido-o(a) a conhecer o Programa Escreva e Publique o Seu Livro. Para tal, clique aqui: https://cesarferreira.pt/programa-escreva-o-seu-livro/.

>>> Se já conhece o Programa e quer, agora, dar o próximo passo, agende a sua sessão de esclarecimento gratuita aqui: https://cesarferreira.pt/agendarsessao.

Boas Leituras!